Quinta, 15 Março 2018 12:11

Sindeletro orienta trabalhadores da Eneva a rejeitarem proposta de PLR diante de cláusula que pode prejudicar categoria Destaque

A tentativa da empresa Pecém II Geração de Energia S/A - Eneva Ceará de alterar uma cláusula na proposta da Participação nos Lucros e Resultados (PLR/2018) compromete a assinatura no acordo. A empresa propôs uma mudança no texto que abre uma brecha para que a PLR seja transformada em bônus. O Sindicato dos Eletricitários do Ceará (Sindeletro) entende que a transformação da PLR em bônus trará perdas financeiras para o trabalhador. Por esta razão, o Sindeletro orienta os trabalhadores da empresa para que rejeitem o projeto de PLR 2018 na assembleia geral que será realizada nesta quinta-feira (15/03), às 17h30, em primeira convocação, e às 18 horas, em segunda, no Auditório do Sindeletro (Rua Antonio Pompeu, 141, Centro, Fortaleza).

No processo de negociação do projeto de PLR 2018, o Sindeletro havia conquistado a melhoria de alguns itens que já eram pauta de reivindicação da categoria, como a exclusão de uma cláusula no projeto de PLR/2018 que não contabilizava as metas individuais para efeito de cálculo da PLR para os empregados admitidos entre 1º de outubro e 1º de dezembro. No acordo anterior, eles só tinham direito às metas corporativas e de equipe.

Também foi conquista do Sindeletro o acréscimo das metas individuais proporcionais para o cálculo da PLR dos empregados dispensados pela empresa sem justa causa; aqueles que pedissem demissão antes da data do pagamento da PLR; e os afastados por motivo de doença, licença maternidade ou por acidente de trabalho.

Uma terceira cláusula favorável ao/à trabalhador/a da Eneva foi a redução do percentual de cumprimento de metas para o recebimento da PLR. No acordo PLR/2017, o empregado só passava a pontuar para efeito de cálculo da PLR caso atingisse 60% das metas. Pelo novo acordo, quem atingir 50% já terá direito à PLR. Em outra cláusula, os trabalhadores com cargo de assistente passarão a ter a possibilidade de receber até 4 salários, igualando-se ao Técnico e Operação. No acordo PLR 2017, os múltiplos de salários para os assistentes era de até 3 salários.

O Sindeletro espera que a Pecém II Geração de Energia S/A - Eneva Ceará desista da cláusula que permite a mudança da PLR em bônus para que o acordo possa ser finalmente fechado com seus trabalhadores. 

Compartilhe

Voltar

Vídeo