Sexta, 29 Setembro 2017 11:37

Trabalhadores da Chesf do Ceará vão realizar ato contra a privatização da Eletrobras na próxima terça-feira (03/10), Dia Nacional em Defesa das Empresas Públicas Destaque

O próximo dia 3 de outubro foi escolhido por trabalhadores de todo o Brasil como o Dia Nacional em Defesa das Empresas Públicas. No Ceará, trabalhadores da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) vão realizar um Ato em frente às sedes de Fortaleza e de Milagres contra a tentativa do governo golpista de privatizar a Eletrobras e suas subsidiárias. A decisão de realizar a atividade foi aprovada por unanimidade pelos trabalhadores em assembleia geral e extraordinária convocada pelo Sindicato dos Eletricitários do Ceará (Sindeletro) realizada na manhã desta sexta-feira (29/09).

A realização de atividades por todo o Brasil durante o Dia Nacional em Defesa das Empresas Públicas tem o objetivo de conscientizar a sociedade brasileira sobre os riscos do processo de privatização do setor elétrico já iniciado pelo governo golpista de Michel Temer. No Rio de Janeiro, sede da Eletrobras, haverá uma grande concentração, às 11 horas, em frente ao prédio da empresa, no centro da cidade. A partir das 13 horas, os manifestantes marcharão até a sede da Petrobras.

A agenda de lutas contra a privatização do setor elétrico nacional, coordenada nacionalmente pelo Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE), tem ganhado mais força e adesões a cada dia. Nacionalmente, estão sendo realizados atos, debates e audiências públicas em todos os Estados. A última aconteceu na Assembleia Legislativa do Piauí, na quinta-feira (28/09). No Ceará, a mobilização contra a venda da Eletrobras/Chesf está sendo encampada pelo Sindeletro e pela Frente Nacional em Defesa da Chesf do Congresso Nacional, que tem no Estado como presidente o deputado André Figueiredo (PDT).

A venda da Eletrobras implicará em prejuízos imediatos para a população, como o aumento da tarifa de energia elétrica. Atualmente, o valor pago pela energia elétrica é calculado em valores fixos, o chamado regime de cotas. Em caso de uma privatização, o valor da energia irá variar ao sabor do mercado. “Teremos aumentos exorbitantes na conta de energia, a exemplo do que está ocorrendo agora com o preço da gasolina, que varia conforme a cotação do dólar”, enfatiza diretora do Sindeletro, Luciana Fonseca.

A venda da Chesf, uma das 14 subsidiárias da Eletrobras, terá um impacto social incalculável para a região Nordeste. Um dos grandes riscos da privatização é a ameaça ao rio São Francisco, cujo controle da vazão de suas águas é feito pela Companhia. O Velho Chico tem fundamental importância para a economia da região porque suas águas servem tanto para a geração de energia quanto para irrigação, pesca, transporte e consumo humano. O projeto de transposição São Francisco, em fase de conclusão, é estratégico para garantir o abastecimento de rios e açudes nas áreas mais secas do Nordeste.

 

Espalhe sua indignação contra a privatização do setor elétrico nas ruas e nas redes sociais. Acompanhe notícias sobre a paralisação nacional dos trabalhadores das estatais do setor elétrico pela página do Facebook “Energia Não É Mercadoria”.

#SeÉPúblicoÉParaTodos #PrivatizaçãoSouContra #EuDefendoaEletrobras #EnergiaNãoÉMercadoria

 


Trabalhadores da Chesf aprovaram em assembleia a realização de ato no próximo dia 3 de outubro, Dia Nacional em Defesa das Empresas Públicas

 

Agenda de Lutas contra a privatização da Eletrobras/Chesf - OUTUBRO

 

Dia 02.10

Lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional

Local: Clube de Engenharia

Avenida Rio Branco, 124, Centro

Rio de Janeiro/RJ

 

Dia 03.10

Dia de "Luta pela Soberania Nacional" e paralisação do setor elétrico nacional

Local: Todos os Estados do Brasil e no Distrito Federal

 

Dia 04.10

Encontro dos trabalhadores e trabalhadoras em empresas estatais

Debate sobre Privatização

Local: CUT Rio

 

Audiência Pública na Assembleia Legislativa de Santa Catarina em defesa da ELETROSUL

Local: Florianópolis/SC

 

Audiência Pública na Assembleia Legislativa da Bahia, em defesa do Sistema ELETROBRAS

Local: Salvador/BA

 

Plenária do Fórum Popular antiprivatizações

Local: Florianópolis/SC

 

Dia 05.10

Audiência Pública na Câmara de Vereadores de Imperatriz, em defesa do Sistema ELETROBRAS

Local: Imperatriz/MA

 

Dia 06.10

Manifestação em defesa da CHESF

Local: Petrolina/PE

 

Dia 09.10

Audiência Pública na Câmara dos Vereadores de Paulo Afonso em defesa da CHESF

Local: Paulo Afonso/BA

 

Dia 10.10

Audiência Pública na Assembleia Legislativa do Paraná em defesa da ELETROBRAS e ELETROSUL, às 09 horas

Local: Curitiba/PR

 

Dia 20.10

Audiência Pública na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, em defesa do Sistema ELETROBRAS

Local: Natal/RN

 

Compartilhe

Voltar

Vídeo