Segunda, 11 Setembro 2017 17:41

Audiência pública sobre os “Os Impactos da Privatização da Chesf/Eletrobras no Nordeste” será realizada na próxima segunda (18/09) na Assembleia Legislativa Destaque

Pela segunda semana consecutiva, trabalhadores e trabalhadoras da Chesf realizaram um ato na porta da empresa, em Fortaleza, contra a ameaça de privatização da Companhia. A mobilização faz parte da agenda nacional de luta organizada pelo Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) contra a venda do setor elétrico nacional, anunciada pelo governo ilegítimo do presidente Michel Temer. O ato serviu também para mobilizar a categoria para participar da audiência pública que será realizada na próxima segunda-feira (18/09), às 9 horas, na Assembleia Legislativa do Ceará, para debater “Os Impactos da Privatização da Chesf/Eletrobras no Nordeste”.

A privatização da Eletrobras, maior empresa estatal de geração e transmissão de energia elétrica da América Latina, representa uma ameaça à soberania brasileira. Para a região Nordeste, a venda da Chesf, uma das 14 subsidiárias da Eletrobras, terá um impacto social incalculável. Uma dos grandes riscos da privatização é a ameaça ao rio São Francisco, cujo controle de suas águas é feito pela Companhia. O Velho Chico tem fundamental importância para a economia da região porque suas águas servem tanto para a geração de energia quanto para irrigação, pesca, transporte e consumo humano.

O projeto de transposição São Francisco, que deve garantir o abastecimento de rios e açudes nas áreas mais secas do Nordeste, também pode ser prejudicado com a privatização da Chesf. Isso porque a empresa deixa de ter como missão seu papel social e passa a objetivar apenas o lucro, obedecendo às regras de mercado. Diante da gravidade da situação e dos riscos para a região Nordeste, a Federação Regional dos Urbanitários do Nordeste (FRUNE) e as entidades sindicais do setor elétrico estão intensificando a mobilização contra a privatização da Chesf.

A realização da audiência pública na Assembleia Legislativa do Ceará é resultado do trabalho de articulação que o Sindeletro tem feito junto a políticos cearenses para formar uma frente parlamentar suprapartidária em apoio à manutenção do caráter público da Chesf/Eletrobras. O deputado Elmano de Freitas (PT), a quem os dirigentes entregaram, no dia 28 de agosto, o dossiê “Os impactos da privatização da Chesf no Nordeste”, é o proponente do debate. O parlamentar também esteve presente no ato realizado na manhã desta segunda na Chesf.

 

PROGRAME-SE

Audiência pública “Os Impactos da Privatização da Chesf/Eletrobras no Nordeste”.

Data: segunda-feira (18/09), às 9 horas

Assembleia Legislativa do Ceará 



Os trabalhadores da Chesf estão unidos e mobilizados contra a privatização da empresa


O deputado Elmano de Freitas (PT) este junto aos trabalhadores da empresa no ato de mobilização na manhã desta segunda (11/09)


O Sindeletro está articulando a criação de uma frente parlamentar suprapartidária em apoio à luta em defesa da Chesf/Eletrobras




Compartilhe

Voltar

Vídeo