Terça, 16 Maio 2017 12:14

Grande marcha contra as reformas será dia 24 de maio Destaque

Trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade, centrais sindicais, movimentos sociais de todo o Brasil vão estar reunidos em Brasília, no próximo dia 24 de maio, para participar da Marcha e do Ocupa Brasília contra as reformas da previdência e trabalhista propostas pelo governo ilegítimo de Michel Temer. A convocação está sendo realizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e demais centrais sindicais. A direção do Sindicato dos Eletricitários do Ceará (Sindeletro) participará do protesto.

As mobilizações estão sendo intensificadas ao longo desta semana. A pressão contra as propostas que visam retirar direitos históricos da classe trabalhadora já começa a dar resultados. Informações sobre o clima entre os parlamentares no Congresso dão conta que deputados e senadores estão muito incomodados com a pressão que os sindicatos e movimentos sociais estão fazendo em suas bases eleitorais. No dia 17 haverá um mutirão de visita aos gabinetes dos senadores e a intensificação do trabalho de pressão que tem sido feito pelos representantes da classe trabalhadora. O governo golpista também já encontra dificuldades para conseguir os votos necessários para votação da reforma previdenciária na Câmara dos Deputados.

O momento, portanto, é de luta e de vigilância. O secretário-geral da CUT, Sérgio Nobre, destaca que a população em geral também deve fazer a sua parte pressionando seus representantes na Câmara dos Deputados e no Senado, por meio de emails e mensagens, a votar não às reformas. “Tem que falar que se votarem contra os trabalhadores, não vamos nos esquecer das caras e não vamos mais votar neles. É isso que tem funcionado, é entupir de mensagens e deixar claro que se as reformas passarem, eles serão responsáveis e lembrados pelo desmonte dos direitos”. (Com informações da CUT Brasil)

Compartilhe

Voltar

Vídeo