Quinta, 08 Setembro 2016 11:13

Coelce tenta intimidar trabalhadores após entrega da pauta do ACT

O Sindicato dos Eletricitários do Ceará (Sindeletro) entregou, na manhã da terça-feira (06/09), a pauta de reivindicações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2016/2018 dos trabalhadores da Companhia Energética do Ceará (Coelce). O momento exige mais luta e união da categoria, pois a Coelce desrespeita os trabalhadores logo no início da campanha, pressionando os empregados com o ACT 2014/2016 como forma de induzi-los a aceitar qualquer acordo imposto.

A companhia entrou com ação anulatória do ganho real de 0,5% sobre os benefícios até o fim do julgamento do dissídio da campanha anterior (2014/2016). Vale ressaltar que a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) não é definitiva, uma vez que o dissídio ainda não foi julgado, podendo a Coelce ter de pagar os valores suspensos com juros e correção. Além disso, como a liminar foi solicitada pela Coelce, o cumprimento não é obrigatório, cabendo à empresa decidir pelo sua execução.

O Sindeletro entende o posicionamento da empresa como um artifício utilizado para tentar intimidar os trabalhadores. Apesar do descontentamento dos empregados com essa medida tomada pela empresa, o sindicato ressalta que é fundamental a união de todos, para que golpes como esse sejam barrados pela união dos trabalhadores.

A última pesquisa realizada pelo Sindeletro constatou que 74,6% dos empregados estão insatisfeitos com o salário, com metade deles ganhando menos de quatro salários mínimos; enquanto 56% dos trabalhadores não recebem pagamento por hora extra. Também foi identificado que 73% dos coelceanos não se sentem valorizados pela empresa e que mais da metade espera um ganho real de pelo menos 3%.

Porém, os trabalhadores não são os únicos insatisfeitos com a empresa, mas toda a população cearense, devido à baixa qualidade dos serviços por falta de pessoal, ao aumento das tarifas, dentre outros problemas. Diante de tantas reclamações, a concessão da Coelce tem sido questionada, podendo a vir a plebiscito, conforme Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurado na Câmara Municipal de Fortaleza. Já na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará há a proposta de realização também de plebiscito para a reestatização da companhia.

Reunião

Durante a reunião de terça-feira (06/09), os diretores do Sindeletro destacaram a necessidade de fechamento de um acordo satisfatório para os funcionários, condizente com a evolução da empresa. A campanha do ACT 2016/2018 tem como lema “Para cada braço uma força”. Ficou marcada nova reunião com a diretoria da Coelce para o próximo dia 27 de setembro, às 10h, na sede do Sindeletro, em que serão debatidos os pontos da pauta.

A reunião da terça-feira teve participação, além dos diretores do Sindeletro, do diretor de Recursos Humanos da Coelce, Carlos Ewandro Naegele; a responsável de planejamento, organização e remuneração, Viviane Marcelo; e o responsável de organização e planejamento do RH, Raimundo Câmara.

Compartilhe

Voltar

Vídeo