Sexta, 24 Junho 2016 18:25

Nota ao CNE e aos trabalhadores do grupo Eletrobras

Companheiros e companheiras, a direção executiva do Sindeletro, reunida na tarde de hoje, 24/06/2016 decidiu por encaminhar pela REJEIÇÃO do termo aditivo proposto pelo CNE, durante a rodada de negociação do ACT 2016/2017, do último dia 22.

Entendemos que o que está em jogo não é apenas um acordo coletivo, que está muito aquém dos anseios da categoria, e sim a privatização de todo o setor elétrico nacional. A política desse governo golpista é claramente a de entregar nosso patrimônio ao capital estrangeiro.

A CUT e CTB, principais entidades classistas às quais nossos sindicatos estão filiados, nos chamaram à luta e à resistência ao golpe político. A classe trabalhadora está sendo conclamada a resistir ao golpe, que vem com a clara intenção de retirar de nós, os direitos, conquistas e nos impor a face cruel da privatização.

Conclamamos aos companheiros de todas as demais regiões que sigam nosso encaminhamento. Acreditamos que o momento é de luta e está provado que a melhor defesa é, e sempre será, o ataque. Acreditamos, ainda, na vontade e capacidade da construção do movimento unificado do coletivo, que durante os últimos anos tem sido protagonista da luta dos trabalhadores do setor elétrico. Somos esse motor e não podemos, nessa hora, arrefecer. Precisamos avançar.

Vamos à luta companheiros!

A Diretoria

Compartilhe

Voltar

Vídeo