Quinta, 11 Abril 2019 12:31

Sindeletro convoca assembleia dos trabalhadores da Chesf segunda-feira (15/04) Destaque

O Sindicato convoca chesfianos e chesfianas para assembleia informativa na segunda-feira, dia 15, para discutir sobre as negociações com a Eletrobras

O Sindicato dos Eletricitários do Ceará (SINDELETRO) participou da primeira rodada de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019/2020 das empresas da Eletrobras na quarta-feira, 10, em Brasília. Mesmo com lucro de R$ 13,35 bilhões em 2018, os elevados números de produtividade e a diminuição dos custos com pessoal, a reunião foi marcada pela tentativa do representante da empresa de impor os retrocessos do governo de Jair Bolsonaro.

Nos últimos dois anos, a Eletrobrás diminuiu a despesa com pessoal em 18%, com 2.945 demissões entre 2017 e 2018. Com isso, a redução nos custos da folha bruta alcançou os 12,5%, com queda de 12% na remuneração dos trabalhadores no mesmo período. Contraditoriamente, os diretores da empresa tiveram um aumento de 15% na remuneração.

O lucro de R$ 13,35 bilhões foi o maior apurado pela empresa nos últimos 20 anos, devido à medida contábil de redução de impairment aplicada em 2016, que se tratou, na época, da antecipação de custos. Desse modo, a empresa se eximiu de pagar a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) com o argumento de que não caberia nas despesas. Porém, como os números provam, se tratou apenas de uma jogada da Eletrobrás para tirar dos trabalhadores os frutos colhidos com o próprio desempenho. Mesmo com os resultados positivos, na reunião desta quarta-feira o representante da Eletrobras disse que o caixa estaria negativo.

O representante da empresa também argumentou pela retirada dos acordos específicos das empresas. Isso significaria retirar todos os itens específicos ao invés de incluí-los na pauta nacional. A responsabilidade dessa decisão foi jogada para a Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) como forma de se eximir da responsabilidade.

A empresa também disse que não irá admitir nenhuma mudança de redação no ACT, sem a possibilidade de incluir nenhuma cláusula nova. Porém, sequer o acordo anterior foi renovado. A data para divulgar a decisão de renovar as cláusulas anteriores do ACT está marcada para 17 de abril. Já a próxima rodada de negociação está agendada para o dia 24.

Diante desse impasse, o Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) determinou que, caso não haja renovação do ACT, não haverá próxima rodada de negociação. Não iremos deixar o governo Bolsonaro desmontar a Eletrobrás e acabar com os direitos adquiridos de chesfianas e chesfianos! Além do SINDELETRO, como representante da Chesf, participaram da reunião em Brasília representantes sindicais de todas as regiões do país.

Para discutir acerca da negociação, convocamos as trabalhadoras e os trabalhadores da Chesf para assembleia informativa na próxima segunda-feira, dia 15 de abril. A primeira convocação será às 8h e a segunda às 8h30. Na ocasião, esclareceremos dúvidas e alinharemos a discussão, formando resistência ao ataque do governo.


Assembleia informativa - ACT 2019/2010 da Chesf
Quando: 15 de abril (segunda-feira), às 8h
Onde: Sede da empresa em Fortaleza

Compartilhe

Voltar

Vídeo