Sexta, 22 Março 2019 14:32

Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência reuniu mais de 30 mil pessoas em Fortaleza

Ato ocorreu em Fortaleza e em 57 cidades do interior do Ceará nesta sexta-feira, 22. As manifestações foram em todos os estados do Brasil

O Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência reuniu milhares de pessoas nas ruas de Fortaleza na manhã desta sexta-feira, 22. O Sindicato dos Eletricitários dos Ceará (Sindeletro) marcou presença no ato, na luta junto com as trabalhadores e os trabalhadores pela manutenção dos direitos adquiridos. A estimativa da CUT-CE é de que mais de 30 mil participaram do ato.

Na capital cearense, a manhã chuvosa não foi empecilho para os manifestantes. Centrais sindicais, sindicatos, movimentos sociais e sociedade civil se reuniram às 8h na Praça da Imprensa, no bairro Dionísio Torres, partindo em caminhada até a Praça Portugal. No trajeto, a Avenida Desembargador Moreira foi completamente ocupada e foi realizada manifestação de protesto em frente à agência do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

O ato foi um “esquenta” para a greve geral que os trabalhadores vão fazer se Jair Bolsonaro (PSL) insistir em aprovar a reforma. No Ceará, além de Fortaleza, a manifestação ocorreu em 57 municípios de todas as regiões do Estado. A mobilização unificada ocorreu em todos os estados do País.

Tia Lurdes, de 88 anos, que participou do ato nesta sexta-feira, foi aplaudida pelos manifestantes, inspirados por sua determinação mesmo com a idade avançada. "Eu tenho pressa", destacou a aposentada, que ressaltou a importância da participação. Para o presidente do Sindeletro, Cesário Macêdo, ela deve servir de exemplo aos mais jovens, principais ameaçados com a proposta do governo.