Ceará prorroga até 5 de abril medidas de isolamento social

Decreto ampliou isolamento para reduzir contaminação
25 de março de 2020
CNE apresenta propostas da categoria contra crise
1 de abril de 2020
O Ceará prorrogou o decreto que prevê medidas para frear a transmissão do novo coronavírus. A decisão do governo estadual determina que providências continuem sendo adotadas até 5 de abril para que haja redução de novos casos de Covid-19 no estado. Dessa forma, continuam proibidos de abrir estabelecimentos que não estejam incluídos entre os serviços essenciais (fornecimento de energia e água, serviços de saúde, segurança etc.)
Até o dia 30 de março, a OMS contabilizou mais de 693 mil casos da Covid-19 com 33.106 mortes em 202 países e territórios. Até o domingo (29), o Ministério da Saúde do Brasil  havia confirmado 4.256 casos e 136 mortes por causa da doença. No Ceará, até 29 de março, havia 359 casos da doença confirmados e cinco óbitos.
“Apelamos a todos os países que adotaram medidas de distanciamento e redução de interação social a usar este momento para atacar o vírus. (…) A última coisa que os países precisam é reabrir as escolas e os negócios apenas para serem forçados a fechá-los outra vez devido ao ressurgimento de casos”, afirmou o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus.
Em virtude dessas orientações, o Ceará anunciou a prorrogação do decreto no dia 28 de março por pelo menos mais uma semana. “A partir de dados científicos e técnicos que nossos especialistas em saúde estão nos orientando, das orientações da Organização Mundial da Saúde, e a partir de experiências que o mundo inteiro está vivendo, tomei a decisão de renovar o decreto por mais sete dias, valendo até domingo da próxima semana o isolamento social aqui no Estado do Ceará”, disse o governador Camilo Santana.
Veja o último informe da Secretaria Estadual da Saúde:
Medidas para prevenir o novo coronavírus:
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz