Decreto ampliou isolamento para reduzir contaminação

Aneel determina suspensão de corte de energia
24 de março de 2020
Ceará prorroga até 5 de abril medidas de isolamento social
30 de março de 2020

O Sindeletro reitera à categoria que, em obediência ao Decreto do Governo do Estado do Ceará nº 33.519, de 19 de março de 2020, o atendimento presencial na entidade está suspenso até nova avaliação. A medida faz parte da estratégia de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. O decreto visa ampliar o isolamento social e reduzir os riscos de contaminação pelo novo coronavírus que já teve 185 casos da doença até 24 de março.

As entidades sindicais não estão entre as exceções cujo funcionamento é permitido pelo decreto durante o período de 10 dias desde 20 de março. Caso a determinação seja descumprida, a multa diária é de R$ 50 mil. O decreto libera o funcionamento de serviços considerados essenciais como supermercados, farmácias, serviços de água e energia entre outros.

Contatos

Durante esse período em que o isolamento social está sendo recomendado, as demandas da categoria  estão sendo recebidas e encaminhadas pelos diretores do Sindicato Cesário Macedo pelo telefone (85) 99708.0097; Joelbia Maia, (85) 997080110, Fernando Avelino, (85) 997080096, Flávio Uchôa (85), 997080202 e Geraldo Sales, (85)997080281.

No último dia 23 o Sindienergia, que representa as empresas do setor, encaminhou ofício sobre as reivindicações feitas pelo Sindeletro em relação às medidas tomadas para garantir a segurança dos trabalhadores durante o período de pandemia. Veja a íntegra aqui: 0006.2020 – OFICIO SINDELETRO – CODIV-19 Ontem, 25, a direção do sindicato laboral também entrou em contato com a Coelce/Enel cobrando novamente providências nesse sentido.

Veja a íntegra do decreto estadual que determinou medidas para garantir mais isolamento social no Ceará a partir de 20 de março de 2020, com validade de 10 dias, e que pode ser prorrogado. do20200319p01