Sindeletro realiza reuniões com trabalhadores terceirizados em cinco municípios

Sindeletro cobra pagamento integral de salários de trabalhadores
18 de fevereiro de 2020
Nota de pesar
26 de fevereiro de 2020

 

Os trabalhadores terceirizados de Canindé, Crateús, Iguatu, Nova Russas e Tauá conversaram nesta semana com diretores do Sindicato dos Eletricitários do Ceará (Sindeletro) sobre reivindicações relacionadas ao cumprimento de direitos trabalhistas. O sindicato está ouvindo a categoria sobre as denúncias e irregularidades apontadas, como atraso no pagamento de salários e de horas-extras.

Diretores da entidade estiveram reunidos na manhã desta segunda e terça-feira (17 e 18 de fevereiro) com os trabalhadores da Acender em Canindé, Nova Russas e Crateús  também contaram com reuniões para discutir problemas como atraso no pagamento de salários.

Nesta quinta-feira à tarde diretores do Sindeletro terão reunião por meio de videoconferência com representantes da Coelce/Enel para informar as denúncias realizadas pelos trabalhadores e cobrar que a situação seja solucionada imediatamente. Desde a semana passada o Sindeletro atuou  para garantir o pagamento dos salários dos trabalhadores da empresa que presta serviço para a Coelce/Enel, o que deveria ter sido realizado até o quinto dia útil do mês de fevereiro.

Outros aspectos relacionados à Convenção Coletiva de Trabalho, ao descumprimento de cláusulas como o pagamento de horas-extras e outras questões também  foram debatidos com trabalhadores de empresas terceirizadas da Coelce/Enel nos municípios de Iguatu e de Tauá. A primeira reunião com o sindicato patronal, Sindienergia, para tratar da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) está marcada para a tarde desta quinta-feira (20 de fevereiro).