Assembleia de trabalhadores da Maracanaú Geradora será em 18 de fevereiro (terça)

Assembleia dos trabalhadores e trabalhadoras da Chesf aprova pautas nacional e específica
10 de fevereiro de 2020
Sindeletro cobra pagamento integral de salários de trabalhadores
18 de fevereiro de 2020

Em assembleia geral dos trabalhadores da Maracanaú Geradora nesta terça-feira (18 de fevereiro), às 13h30, será discutida a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT 2020/ 2021).

Na primeira rodada, os pisos propostos são: mínimo de R$ 1.713,60; para auxiliar técnico R$ 2.350,31; técnico nível médio R$ 3.398,70 e técnico de nível superior R$ 3.950,10. A proposta de  reajuste para os pisos e demais salários é de 5%, correspondente a 4,48% do Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) mais 0,52% de ganho real.

O vale-alimentação também será reajustado em 5%, passando de R$ 770,00 para R$ 808,50. Os demais benefícios serão mantidos como no acordo atual, sem reajuste (creche escola R$ 440,00; seguro R$ 90 mil e auxílio funeral R$ 8 mil; apoio a dependentes especiais R$ 460,00).

A discussão da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e do incentivo à educação foi postergada para 2021. A proposta concorda ainda em manter as homologações de demissões no Sindeletro. A previdência privada e a penosidade foram negadas pela empresa.

O sindicato ressalta que a sua participação nas assembleias e no debate com sua categoria é muito importante para a nossa luta. Juntos somos mais fortes.