Nota de solidariedade aos petroleiros em greve

ACT 2019-2020 ENERGIMP S.A (FINAL) – 10 JUL 2019
5 de fevereiro de 2020
ACT 2019-2020 FINAL – PECEM II (ENEVA)
7 de fevereiro de 2020

 

O Sindicato dos Eletricitários do Estado do Ceará (Sindeletro) solidariza-se com os trabalhadores da Petrobras que estão em greve desde o dia 1º de fevereiro de 2020. A entidade avalia que a luta dos petroleiros é justa. A paralisação é um enfrentamento às medidas que vêm sendo tomadas de forma antidemocrática como a demissão em massa de petroleiros.

A  mobilização de milhares de trabalhadores nas áreas operacionais e administrativas da Petrobras alerta  sobre a importância dos preços dos combustíveis no dia a dia dos brasileiros e chama atenção para alteração na política de preços que houve após outubro de 2016, com a retirada da Petrobras de setores estratégicos (refino e distribuição de derivados). Os petroleiros em greve defendem que o governo federal atue para barrar aumentos sucessivos dos derivados de petróleo, como combustíveis e gás de cozinha, que impactam nos demais setores econômicos e encarecem ainda mais a vida do trabalhador.

Além disso, o amplo programa de privatização que está sendo imposto pelo Governo Federal ao povo brasileiro prejudica a população e põe em risco a soberania nacional. É importante lembrar que o sistema Eletrobras e bancos públicos estão incluídos no rol de privatizações, assim como são previstas concessões do sistema de saneamento à iniciativa privada. A venda do patrimônio nacional entrega a exploração de riquezas fundamentais para o país a empresas que se pautarão somente pelo lucro, prejudicando diretamente a população. Cabe a nós, trabalhadoras e trabalhadores, juntarmos forças para defendermos um patrimônio que é de todo o povo brasileiro.