Cadastro de quem trabalhou no setor elétrico de 1999 a 2013 para ação do FGTS

Nova diretoria do Sindicato dos Eletricitários toma posse dia 17/01
10 de janeiro de 2020

O Sindicato dos Eletricitários do Ceará (Sindeletro) convida todos que trabalharam de 1999 a 2013 no setor elétrico no Ceará para atualizar cadastro no site da entidade. O objetivo é termos, até 21 de fevereiro de 2020, dados atualizados de todos os trabalhadores que podem ser beneficiados pela ação da correção do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que o Sindeletro deu entrada em outubro de 2019. O cadastro está sendo feito exclusivamente no link: http://sindeletro.org.br/cadastro/ Qualquer dúvida, entre em contato pelo número 3521.4200.

O processo visa garantir a reposição de eventuais perdas dos trabalhadores com saldo no FGTS naquele período. O que está sendo questionado é o uso da Taxa Referencial (TR) como índice de correção monetária do Fundo, os chamados expurgos inflacionários – diferença entre o indicador de inflação registrado e o percentual de remuneração pago pelo banco.

Uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), iniciada por um partido político em 2014, argumentou que desde 1999 a TR, índice que foi utilizado para calcular o reajuste do FGTS, sofreu uma defasagem em relação ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Especial (IPCA-E).

A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) também assina a ADI por avaliar que no período de 1999 a 2013, o índice utilizado para calcular o reajuste do FGTS não refletiu a inflação real.

Imprima o boletim aqui:16.01.20 – BOLETIM FGTS