Sindicato cobra que Queiroz Galvão regularize pagamento de hora extra

Assembleia discute pauta dos trabalhadores da Queiroz Galvão
17 de dezembro de 2019
Frune e Sindeletro ouvem funcionários da Chesf
8 de janeiro de 2020

O Sindicato dos Eletricitários do Ceará informa que realizou reunião no dia 12 de dezembro de 2019  com representantes da Queiroz Galvão para garantir a regularização do cálculo das horas extras de cerca de 15 operadores da empresa.

O Sindeletro ressalta que o pagamento desse montante para trabalhadores submetidos a turno ininterrupto deixou de ser realizado a partir de dezembro de 2017 de forma unilateral, desrespeitando o direito dos trabalhadores. A situação gerou um passivo trabalhista estimado em cerca de R$ 80 mil pela entidade.

Durante a negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2019, o Sindicato cobrou a regularização do divisor de 180 horas, já que esses operadores trabalham em regime de turno ininterrupto de revezamento.

Na reunião do último dia 12 de dezembro, ficou acordado que o Sindicato apresentará cálculo exemplificativo em relação ao período de dezembro de 2017 a outubro de 2019. O  nome de um empregado foi indicado aleatoriamente pela empresa para apuração das diferenças salariais causadas pela substituição do divisor de 180 horas para 220.

Uma nova reunião entre Sindeletro e representantes da Queiroz Galvão está agendada para 22 de janeiro de 2020 com o objetivo de realizar os confrontos dos cálculos na sede do Sindicato. Entendemos que a negociação administrativa é a melhor forma de solução do problema, ao invés de uma causa trabalhista.

Imprima o boletim: 18.12.19 – BOLETIM Queiroz Horas Extras