FGTS: Sindeletro convoca trabalhadores da Energimp para reunião com juíza

Sindeletro solicita correção do cálculo de hora extra da empresa Queiroz Galvão
12 de novembro de 2019
CPFL-_ACORDO_COLETIVO_DE_TRABALHO_2018_-_2019
14 de novembro de 2019

Por conta da demora na liberação do FGTS dos trabalhadores da Energimp pela Caixa Econômica Federal, o Sindeletro irá, mais uma vez, à Justiça com o intuito de buscar soluções ao problema. Por isso, a entidade convoca os trabalhadores interessados em participar dessa visita a entrarem em contato com o Sindicato, disponibilizando nome e telefone para contato.

O objetivo é reunir um grupo para conversar com a juíza responsável pelo caso, solicitando agilidade na ação. O Sindeletro havia enviado petição em setembro, solicitando a notificação da instituição financeira, com o intuito de seja cumprida a determinação do despacho sob pena de crime de desobediência.

Multa do FGTS

Além disso, o Sindeletro comunica o pagamento recente da multa do FGTS pela empresa Impsa (também do grupo Energimp). O dinheiro é decorrente de crédito fiscal de importação/exportação das máquinas da fábrica junto à Receita Federal, que estava preso por causa da recuperação judicial. Para ser liberado, a condição foi o pagamento das multas rescisórias que estavam em aberto em todo o Brasil.

WPE-Impsa

Outra ação do Sindeletro foi entrar em contato com a gerência do setor de Recursos Humanos da empresa, antiga WPE-Impsa, em Recife, solicitando explicações detalhadas sobre os pagamentos realizados recentemente, como também os meios de liberação junto a Caixa Econômica Federal.

Como de costume, o Sindeletro sempre está atento e cobrando os direitos dos trabalhadores.

12.11.19 – BOLETIM WPE_Impsa