Assembleia dos trabalhadores da CPFL ocorre na sexta (25/10)

Nota de repúdio: Sindeletro se posiciona contra demissões de trabalhadores da Coelce
18 de outubro de 2019
Chapa 1 é eleita com mais de 80% dos votos
23 de outubro de 2019

O SINDELETRO convoca os trabalhadores da CPFL Energia Renováveis para assembleia na sexta-feira, 25, na sede da empresa na capital. A primeira chamada será às 16h e a segunda às 16h30. Na ocasião, será discutida a proposta da empresa apresentada durante as negociações com as entidades sindicais do Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020. A vigência do acordo será de um ano.

Mesmo não sendo a proposta ideal, na última reunião de negociação a empresa trouxe avanços em relação aos encontros anteriores, resultado de um intenso debate e posicionamento das entidades sindicais. A proposta prevê reajuste de 3,22%; piso salarial mensal igual ou superior a R$ 1.274,62; vale natal de 159,84 para R$167,29 (aplicação de 4,66%); vale refeição de R$ 808,90 para R$ 848,64 (aplicação de 4,91%); auxílio creche de R$ 559,20 para R$ 577,21 (aplicação de 3,22%); e gratificação de férias fixa de R$ 889,30 para R$ 917,94 (aplicação de 3,22%). Confira os demais itens da proposta:

Adiantamento Salarial: A partir de janeiro de 2020, a CPFL Renováveis efetuará o adiantamento de 35% da remuneração fixa mensal dos empregados, com base no mês anterior, no dia 12 de cada mês.

Ajuda de Custo: Proposta de exclusão da cláusula do acordo coletivo e incorporar em rubrica a parte de quem recebe atualmente, com as devidas tributações, não servindo de referência salarial e/ou isonomia. O reajuste será anual a partir do próximo acordo.

Gratificação de Férias e Auxílio Alimentação – Transferidos: Incorporar em rubrica a parte o valor correspondente à diferença entre o valor atual praticado e o valor percebido pela prática, tendo como base o valor do termo aditivo do ACT, corrigindo o valor de R$ 2.618,60 para R$ 2.702,91 (reajuste de 3,22%) para os empregados abrangidos pelos Sindicatos de São Paulo, Campinas, Rio Grande do Norte e Ceará e de R$ 1.902,85 para R$1.964,12 (reajuste de 3,22%) para os empregados abrangidos pela Senergisul, proporcionalizando mês a mês durante o ano.

Auxílio alimentação: crédito no cartão magnético de alimentação, de acordo com termo aditivo. De R$ 246,20 para R$ 254,13, com aumento proporcional à linha de corte, sendo aumentada de R$ 8.769,44 para R$ 9.051,82 (aplicação de 3,22%). As regras se referem aos colaboradores transferidos até 31/07/2019.

Auxílio Moradia: A partir de janeiro 2020, exclusão da cláusula do acordo coletivo e incorporação do benefício à remuneração, em rubrica à parte com as devidas tributações, não servindo de referência salarial e ou isonomia. O reajuste será anual a partir do próximo acordo.

Transferência de Local de Trabalho: (aplicação de 3,22% de reajuste): para os empregados transferidos do local de trabalho, por interesse exclusivo da CPFL Renováveis e que efetivarem a mudança de sua residência, será garantido:

a) pagamento de 02 (duas) bases mensais, com piso de R$ 4.315,00 para R$ 4.453,94 e teto de R$ 20.136,66 para R$ 20.785,06;

b) ressarcimento das despesas com transporte, entre local de trabalho e hotel na nova localidade, hospedagem e jantares em dias úteis, de acordo com os limites estabelecidos para viagens a serviço, até trinta dias corridos, podendo ser prorrogados por até trinta dias corridos. O tempo prorrogável será deliberado pelo gestor da área de destino;

c) Pagamento de transporte mobiliário será ressarcido com apresentação de três cotações e será considerado para empregados que mudarão sua residência para a cidade correspondente ao novo local de trabalho ou para localidade que seja em um raio de até 50 km do novo local de trabalho;

d) Ressarcimento de matrícula, própria e/ ou de seus dependentes, em cursos regulares de formação em instituições de ensino;

e) Fornecimento de fiança imobiliária conforme política interna. Parágrafo Primeiro: Em caso de transferências definitivas do empregado, decorrentes de Recrutamento Interno, por interesse do empregado e que necessitar mudar sua residência, serão garantidos: a) Ressarcimento das despesas com transporte, entre local de trabalho e hotel na nova localidade, hospedagem e jantares em dias úteis, de acordo com os limites estabelecidos para viagens a serviço, até trinta dias corridos, podendo ser prorrogados por até trinta dias corridos. O tempo prorrogável será deliberado pelo gestor da área de destino. b) Pagamento de transporte mobiliário será ressarcido com apresentação de três cotações e será considerado para empregados que mudarão sua residência para a cidade correspondente ao novo local de trabalho ou para localidade que seja em um raio de até 50 km do novo local de trabalho; c) Fornecimento de Fiança imobiliária, conforme política interna da CPFL Renováveis. Inclusão do parágrafo no ACT: As garantias estabelecidas na presente cláusula serão disponibilizadas para o empregado que comprovar a mudança de residência em até doze meses da efetivação da transferência de local de trabalho. Após esse período, o empregado deixará de fazer jus ao recebimento de qualquer concessão prevista na presente cláusula.

Cláusula Vale Transporte: Ajustar o texto no ACT para: de acordo com as políticas e práticas internas para os colaboradores ativos e par a os colaboradores admitidos a partir da assinatura do acordo: seguir a legislação vigente do vale transporte.

Retroativos: exclusão da cláusula do acordo coletivo, considerando acordo assinado e de acordo com o cronograma da folha de pagamento do mês.